O Dilema das Redes Sociais: Análise ao Documentário da Netflix

O Dilema das Redes Sociais: Análise ao Documentário da Netflix

“O Dilema das Redes Sociais” (“The Social Dilemma”), trata-se de um documentário da Netflix que recentemente tem dado que falar em Portugal. Há vários dias que esta produção tem ocupado o top 10 dos conteúdos mais consumidos em Portugal nesta plataforma. Ironicamente, tem dado que falar nas próprias redes sociais abordadas na narrativa. A wisdom IGNITE revela-te alguns dos elementos mais marcantes desta produção da Netflix.

“O Dilema das Redes Sociais”: afinal qual é a mensagem?

Na verdade, “O Dilema das Redes Sociais” não apresenta novidades muito relevantes para quem usa ou trabalha com redes sociais. Contudo, não deixa de ser uma reflexão face aos efeitos que estas plataformas têm em diversas pessoas.

Sem dúvida que os entrevistados que aparecem nesta produção providenciam perspetivas bastante relevantes para o tópico em discussão. Destacam-se Tristan Harris (ex-especialista em ética de design da Google), Justin Rosenstien (ex-engenheiro da Google e do Facebook), Sandy Parakilas (ex-gerente de operações do Facebook), Tim Kendall (ex-presidente do Pinterest), entre outros.  O que têm todos em comum? Foram as mentes que contribuíram para o fenómeno das redes sociais que todos vemos atualmente.

Tristan Harris torna-se praticamente no fio condutor do documentário. Ele, juntamente com os restantes intervenientes, apresentam-nos uma preocupação perante as proporções que as redes sociais têm tomado na era global. Mostra o lado negro das redes sociais, sim. Mesmo assim relembra que com mudanças acertadas, o lado bom destas plataformas pode ser salvo.

As Consequências das Redes Sociais

“Nada vasto entra na vida dos mortais sem uma maldição”

Esta é a citação com a qual o filme incia. Ao longo da narrativa vamos vendo os prós da Internet. Nomeadamente as possibilidade de comunicação, a facilidade de criar ligações e a possibilidade de partilha que define a era global. Contudo, graças aos algoritmos, segundo o documentário, não só o mundo se está a tornar cada vez mais polarizado, mas também as empresas começam a arranjar formas de manter as pessoas online mais tempo.

Por consequência, surge assim o problema ligado ao vício das redes sociais. A segunda citação mais marcante após a primeira que abre o filme é a de que “se não pagas pelo produto, então, és o produto”. A nossas ações são monitorizadas pela Internet e a partir daí a IA trata do resto. Torna-se fácil prever e manipular os comportamentos de diversos utilizadores graças a um elemento que têm em comum. Qual? A necessidade de validação social.

O documentário salienta que é necessária uma solução que não abra mão dos fatores positivos associados às redes sociais. Fica implícito que o remédio tem que passar pelos utilizadores das redes sociais e pelas próprias plataformas.

E para quem trabalha em Marketing Digital?

Para quem trabalha em Marketing Digital o documentário serve com um lembrete das questões de ética associadas a esta atividade. O poder das redes sociais está cada vez mais evidente na vida real. Por isso, quem trabalha na área ao ver “O Dilema das Redes Sociais” pode refletir sobre a responsabilidade que a atividade acarreta.

“O Dilema das Redes Sociais” abre a porta para uma discussão referente à forma como os profissionais de Marketing Digital possam encarar a atividade. É importante procurar estabelecer um relacionamento com o público de uma forma consciente, saudável e transparente. Por isso, estas discussões podem levar a uma melhoria de práticas profissionais que visem criar um relacionamento que não implique a dependência.

Porém, nunca é demais relembrar que nem tudo é negativo no que toca às redes sociais: não deixam de ser elementos que ligam as pessoas. Além disso permitem um acesso a uma diversidade de conteúdos ligados ao interesse do utilizador. Por exemplo, você está a ler o nosso artigo neste momento ou por se interessar por conteúdos relacionados ao documentário em causa. Ou porque se interessa por temas ligados a Marketing Digital. Mesmo assim, recomendamos a visualização deste documentário tendo em conta a reflexão à qual o mesmo encoraja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.